EDUSTAT - Estudantes nacionais e internacionais no acesso ao ensino superior

Estudantes nacionais e internacionais no acesso ao ensino superior

novembro de 2021

O mais recente estudo do EDULOG demonstra que o contexto socioeconómico é um dos fatores que mais impacta as taxas de abandono no ensino superior, bem como a entrada no mercado de trabalho.

Este estudo tem como um dos seus principais objetivos perceber até que ponto a massificação do acesso ao ensino superior tem contribuído para colmatar ou acentuar desigualdades no acesso, sucesso e permanência/abandono dos estudantes no ensino superior português.

De acordo com os resultados obtidos, conclui-se que a expansão do ensino superior em Portugal – que tem sido marcada pelo aumento da oferta formativa e pelo crescimento do número de candidatos e colocados a cada ano letivo – não se traduz na eliminação de desigualdades sentidas pelos estudantes no acesso, na decisão de permanência ou abandono, ou até na entrada no mercado de trabalho, sendo o contexto socioeconómico o fator aquele que mais impacta estes cenários.

Procurou-se ainda mapear o número de estudantes internacionais inscritos no ensino superior português e analisar a sua evolução, bem como compreender as motivações, estratégias, fatores de atratividade e os desafios das instituições de ensino superior (IES) em Portugal no recrutamento de estudantes internacionais.

Aceda ao estudo "Estudantes nacionais e internacionais no acesso ao ensino superior" e explore em baixo os dados obtidos: